Daniel no Rádio





O plenário do Senado Federal aprovou nesta quarta-feira (29) a medida provisória 651, que trata da desoneração da folha de salários de vários setores, entre outras medidas de incentivo à economia do país. A MP inclui artigo que amplia para quatro anos o prazo para a desativação dos lixões por prefeituras, mas o governo deverá vetar esse item.

Os senadores ratificaram o texto da forma como foi aprovado na Câmara há duas semanas. Para virar lei, a matéria terá de ser sancionada pela presidente Dilma Rousseff até a próxima quarta-feira (6), data em que a medida provisória perderá a validade.

O governo federal defende o aumento da sua renúncia fiscal com o objetivo de desenvolver o mercado de capitais e ampliar a competitividade da produção nacional.

A MP torna definitiva a desoneração da folha de pagamentos para diversos setores, incluindo automotivo, construção civil e têxtil. A contribuição previdenciária equivalente a 20% sobre a folha de pagamento será substituída por uma contribuição de 2% ou de 1%, a depender do setor econômico, sobre o valor da receita bruta da empresa.

A MP também propõe que as empresas que possuem dívida com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) de valor igual ou inferior a R$ 1 mil não serão inscritas no cadastro da dívida ativa da Receita Federal. O texto prevê, ainda, que as dívidas de valor igual ou inferior a R$ 20 mil não serão ajuizadas, e as de valor igual ou inferior a R$ 100 inscritas na dívida ativa serão retiradas do cadastro, mas continuarão a ser cobradas. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 12:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Com um pedido de vista (mais tempo para analisar a matéria) da ministra Rosa Weber, o Supremo Tribunal Federal (STF) adiou nesta quarta-feira (29) o julgamento da desaposentação, que é a possibilidade de o segurado se aposentar e, futuramente, renunciar ao benefício para obter um valor maior. Essa é a quarta vez que o julgamento da matéria é adiado.

A análise do processo foi interrompida quando dois ministros, Dias Toffoli e Teori Zavascki, haviam votado contra a possibilidade de o segurado obter uma segunda aposentadoria, enquanto os ministros Luís Roberto Barroso e Marco Aurélio Mello votaram a favor. Falta o voto de outros seis ministros.

A desaposentação é utilizada por quem continuou a trabalhar depois de aposentado, mantendo contribuições à Previdência Social. Ao fazer as contas anos depois, a pessoa percebe que seu benefício teria sido superior consideradas as condições atuais. O beneficiário, então, pede à Justiça para renunciar à aposentadoria anterior e requerer uma nova, com base em cálculo atualizado da idade e tempo de contribuição.

A Previdência Social não admite a renúncia ao benefício, portanto, os segurados têm recorrido à Justiça para garantir a segunda aposentadoria. A desaposentação começou a ser discutida em 2010, mas o ministro Dias Toffoli pediu mais tempo para estudar o caso. O tema voltou a entrar na pauta do STF em agosto deste ano, mas o ministro Luís Roberto Barroso solicitou sua retirada para levar ao plenário, ao mesmo tempo, ações de que é relator e que tratam do mesmo assunto.

Barroso levou o processo a julgamento no último dia 9 de outubro. Ele votou a favor da possibilidade de o segurado se aposentar e, futuramente, renunciar ao benefício para obter um valor maior. O ministro propôs, porém, que seja aplicado um cálculo para reduzir o montante de uma eventual segunda aposentadoria. Após o voto, o julgamento foi interrompido e só foi novamente pautado nesta quarta porque os demais ministros queriam tempo para analisar o entendimento do relator. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 11:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Até o dia 25 de outubro, 828 casos de infecção pelo vírus chikungunya foram diagnosticados no Brasil. Do total, 299 foram transmitidos dentro do próprio país (casos autóctones). Outros 39 casos foram importados, ou seja, os pacientes foram infectados durante viagens a outros países. A informação foi divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (29). Nas últimas duas semanas, houve um aumento de 491 casos.

Houve 458 casos de transmissão interna na Bahia, 330 no Amapá e 1 em Minas Gerais. Quanto aos casos importados, foram registrados 17 em São Paulo, 4 no Ceará, 3 no Rio de Janeiro e mais 3 em Roraima. Rio Grande do Sul, Paraná e Distrito Federal registraram dois casos, cada. Amazonas, Amapá, Goiás, Maranhão, Minas Gerais e Pará tiveram apenas uma notificação de caso importado.

Do total de casos, 155 foram confirmados por exame laboratorial e 673 por critério clínico-epidemiológico. De acordo com o Ministério, quando há transmissão intensa em determinada região, o diagnóstico pode ser feito pela observação dos sintomas, caso o paciente tenha tido contato com outras pessoas infectadas.

Entenda o vírus

A infecção pelo vírus chikungunya provoca sintomas parecidos com os da dengue, porém mais dolorosos. No idioma africano makonde, o nome chikungunya significa "aqueles que se dobram", em referência à postura que os pacientes adotam diante das penosas dores articulares que a doença causa.

Em compensação, comparado com a dengue, o novo vírus mata com menos frequência. Em idosos, quando a infecção é associada a outros problemas de saúde, ela pode até contribuir como causa de morte, porém complicações sérias são raras, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). (G1)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 10:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) prorrogou até esta sexta-feira (31) o prazo de inscrições para a seleção de professores temporários. As vagas são para o curso de pós-graduação lato sensu em Psicologia Jurídica.

Os interessados deverão acessar o edital e fazer as inscrições na página eletrônica da Facape (www.facape.br, no link "Concursos") ou diretamente no link http://sistemas.facape.br:8080/concurso/actConcurso.do?m=iniciarConcurso&id=53.

O processo seletivo será realizado em etapa única, constituída de avaliação curricular de títulos. A previsão é de que o resultado final seja divulgado no dia 7 de novembro. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 09:30:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O deputado federal Carlos Souza (PSD-AM) renunciou nesta quarta-feira (29) ao mandato parlamentar. Ele se diz "desmotivado" por não ter conseguido se reeleger.

A carta de renúncia foi lida no plenário da Câmara dos Deputados pelo deputado Inocêncio Oliveira (PR-PE), que presidia a sessão.

"Resolvi tomar a decisão de antecipar minha renúncia ao cargo de deputado federal em virtude de não ter logrado êxito nas eleições", escreveu Souza na carta de renúncia. "Sinto-me desmotivado para continuar no exercício do cargo".

Segundo ele, "por compreender o recado das urnas", ele não se sentiria "confortável em permanecer mais esses meses sem corresponder às expectativas em mim depositadas pelo povo amazonense".

A renúncia se deu logo depois de processo contra ele no Supremo Tribunal Federal (STF) por tráfico de drogas ter sido colocado em pauta.

Mas a renúncia não deve impedir que Souza continue a ser julgado pelo STF, mesmo sem o foro privilegiado. Isso porque os ministros já decidiram em outro caso de renúncia parlamentar que, quando a renúncia se dá após a apresentação das alegações finais da defesa, o processo não volta para instâncias inferiores da Justiça.

Segundo a Câmara, Carlos Souza estava no terceiro mandato como deputado. Quem assumirá no lugar dele é Luiz Fernando Sarmento Nicolau, também do PSD-AM, que já foi deputado federal e usava o nome parlamentar de Dr. Luiz Fernando. Ele terá 30 dias para assumir o mandato, que se encerra em 31 de janeiro de 2015. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 09:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Imagens produzidas pela TV Amapá, retransmissora da Rede Globo no Estado, revelam que o senador José Sarney, mesmo usando broche da presidente Dilma Rousseff (PT), na hora de digitar o voto optou pelo candidato Aécio Neves (PSDB) no último domingo 26.

Sarney vota no Amapá desde que transferiu o domicílio eleitoral do Maranhão para o Estado, onde se elegeu senador logo após deixar a presidência da República. Recentemente, às vésperas do prazo para o registro de candidatura, o senador anunciou que estava desistindo de disputar novamente o pleito.

Provavelmente pesou na decisão de Sarney a forte oposição do PT do Amapá e a falta de apoio da direção nacional do partido da presidente Dilma. O senador esperava obter apoio da direção nacional para impedir que o PT local lançasse a atual vice-governadora Dora Nascimento (PT) como candidata ao Senado.

O peemedebista foi um dos mais fortes aliados dos petistas durante o governo do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva e manteve a aliança durante o governo Dilma indicando inclusive ministros, como Edison Lobão, das Minas e Energia. Assista abaixo as imagens, que mostram que, mesmo usando broche da atual presidente, Sarney votou contra ela. (247)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 08:30:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O governo não esperava a elevação da taxa básica de juros da economia de 11% para 11,25%. Integrantes do Palácio do Planalto foram pegos de surpresa com a decisão do Banco Central. A expectativa no governo era que a elevação aconteceria na reunião do Copom de dezembro.

Há um reconhecimento de assessores palacianos de que o aumento imediato dos juros na primeira reunião após a reeleição da presidente Dilma Rousseff pode intensificar um pessimismo no mercado em relação à economia. A pressão inflacionária, o aumento do dólar e a piora nas contas públicas foram motivos apontados pelo Copom para a elevação dos juros. Ainda existe a expectativa de aumento do preço de combustíveis e de alta de preços administrados nos próximos meses.

No Palácio do Planalto, há um clima de preocupação com o quadro econômico, e principalmente, com a reação dos mercados nos primeiros dias depois da eleição. Há um incômodo entre assessores palacianos com a pressão para que Dilma sinalize o perfil do futuro ministro da Fazenda. Nas palavras de um ministro, Dilma está atenta a esse cenário, mas não vai aceitar ser pressionada na sua escolha. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 08:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada (UPAE), de Petrolina (PE), através do setor de Serviço Social, está encerrando o cronograma de atividades do Outubro Rosa. Até a próxima sexta-feira (31), pela manhã e pela tarde, os ​usuários que aguardam consultas e exames estão recebendo palestras sobre a prevenção do Câncer de Mama.

Segundo a coordenadora do Serviço Social da instituição, Maria de Nazaré Cunha, o objetivo é lembrar ao público a seriedade de cuidar da saúde, principalmente neste caso específico do câncer de mama. "Durante todo o mês de outubro trabalhamos engajados nessa campanha do Outubro Rosa para fazer essa conscientização com os nossos pacientes. Ressaltar a importância do autoexame da mama, da mamografia e da detecção precoce do câncer", pontua.

"O câncer de mama atinge 57 mil mulheres por ano no Brasil. Então, é importante sempre fazer esse trabalho de conscientização e promoção do tema", alerta a assistente social.

A profissional também fez um balanço das atividades desenvolvidas. "As ações do Outubro Rosa na UPAE foram muito positivas. Conseguimos alcançar um grande público. Esclarecemos as principais dúvidas como, por exemplo, sobre a importância da alimentação, de evitar o estresse do dia a dia, além de outros aspectos que podem ajudar a manter a qualidade de vida de cada pessoa", comemorou Maria de Nazaré Cunha. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 07:30:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Nesta quarta-feira (29) o prefeito de Petrolina, Julio Lossio, esteve em Brasília em visita ao vice-presidente reeleito, Michel Temer. A viagem à capital federal foi a convite de Temer, para agradecer pessoalmente o empenho de Lossio durante a campanha eleitoral que culminou na vitória, no segundo turno, da presidente Dilma Rousseff.

Durante o encontro, Temer reafirmou o compromisso do governo federal com ações que promovam ainda mais o desenvolvimento de Petrolina.

Os votos de Pernambuco foram essenciais para a vitória de Dilma Rousseff e Michel Temer nas urnas. A presidente foi eleita no estado com 70,26% dos votos válidos. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - Hoje! - 07:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Desde que foi instituída através da lei 12.305/10, a Política Nacional de Resíduos Sólidos tem como meta principal envolver municípios e a sociedade na construção do desenvolvimento sustentável, através de pilares como reciclagem e reutilização de resíduos sólidos e a destinação correta do que não pode ser reaproveitado. Inclui também a prática de atividades de conscientização e educação ambiental. Petrolina, no sertão de Pernambuco, já avança consideravelmente na elaboração e implantação de suas metas para que a Lei Federal seja cumprida.

Através da Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA), o município já se comprometeu junto ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), através da assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a dar celeridade na implantação de alguns itens previstos em lei, bem como melhorar e ajustar o que já existe, a exemplo da coleta seletiva.

Implementação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, implementação da coleta seletiva, identificação e notificação dos setores obrigados a elaborarem o plano de gerenciamento de resíduo sólido e a criação de uma Comissão Interna Permanente de Gestão Ambiental são algumas das solicitações feitas em documento pelo MPPE ao município.

"Estamos buscando fazer a nossa parte e cumprir com o que é colocado na Lei Federal. Consideramos que já avançamos significativamente e estamos no caminho certo para implementarmos ainda mais",explica o diretor presidente da AMMA, Gleidson Castro.

Para ter uma idéia, desde o ano passado, Petrolina conta com as atividades do novo aterro sanitário, que fica cerca de 20 quilômetros do centro do município. O local recebe uma média de 250 toneladas de lixo por dia e é coordenado pela Central de Tratamento de Resíduos Sólidos. Instalado em uma área de 74 hectares, o novo aterro já cumpre com a Política Nacional de Resíduos Sólidos e possui, dentre outras inovações, um sistema de células que permite com que o chorume não passe para o solo. O local ainda conta com um dispositivo que vai trabalhar especificamente com a aquisição de lixo industrial. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 23:10:26  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



No próximo dia 05 de novembro, a comunidade do bairro Quati II vai receber a obra concluída do Clube do Bairro. O equipamento estará à disposição da comunidade oferecendo espaço de lazer e cidadania. A construção é resultado da parceria entre o município e o Governo Federal através do Ministério do Esporte.

Resultado de uma antiga reivindicação dos moradores, o projeto é parte do programa de reestruturação das áreas de lazer dos bairros de Petrolina. Foram investidos R$ 403.045,8 na elaboração de uma praça moderna com uma área de 800m², que dispõe de equipamentos como pista de caminhada, academia da saúde, quadra de futevôlei de areia e parque infantil.

Assim como o bairro Quati, os bairros Cidade Universitária, Vila Eduardo e Areia Branca já dispõem do benefício. Outras quatro obras estão em andamento na Cohab VI, Distrito de Cristália, Rio Corrente como parte da Praça do Esporte e da Cultura (Praça do PEC) e Cohab Manssangano. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 20:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Começa nesta quarta-feira (29) o 1° Fórum de Direito Agrário da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape). Os interessados ainda podem se inscrever no site da instituição (www.facape.br, no link Eventos Acadêmicos) ou diretamente através do endereço eletrônico http://sistemas.facape.br:8080/eventosacademicos/actEventos.do?m=iniciarEvento&id=8.

A taxa de inscrição de R$ 10 deve ser paga até a hora do evento na tesouraria da Facape.

A programação de hoje será aberta com a palestra "Geocadastro de imóveis rurais: Reestruturação das instituições para uma maior segurança jurídica no Direito Agrário brasileiro", com o economista e administrador, Dr. Bastiaan Philip Reydon. Logo depois, às 20h30, o engenheiro agrônomo e perito federal do Incra, Dr. Ricardo de Araújo Pereira, ministrará a palestra "Governança agrária: propostas de reestruturação dos órgãos agrários nacionais".

O evento prossegue até amanhã (30) com palestras e discussões acerca do Direito Agrário, conforme programação disponível no link http://www.facape.br/SiteAssets/Lists/Notcias/EditForm/Programa%C3%A7%C3%A3o%20folder%202.pdf. O fórum é uma iniciativa do Colegiado de Direito da Facape e do Sindicato Nacional dos Peritos Federais Agrários (Sindpfa), com o apoio do Incra. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 19:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, disse nesta quarta-feira (29) que setores do PMDB "tinham tomado a decisão" de derrotar o governo na votação da Câmara dos Deputados desta terça (28). Na sessão, o plenário da Casa derrubou o decreto elaborado pela Presidência da República que estabelece a consulta a conselhos populares por órgãos do governo antes da implementação de políticas públicas.

Segundo Carvalho, a votação que impôs a primeira derrota do Palácio do Planalto no Congresso após as eleições é uma derrota "que não abate" o governo. Ele disse ainda considerar o voto de membros do PMDB que votaram contra o decreto de Dilma Rousseff "um episódio bastante isolado".

O PMDB é o principal partido aliado do PT na base governista. Desde o início do ano, uma ala insatisfeita do partido tem votado contra projetos do governo na Câmara. Em algumas votações, a postura chegou a causar desgaste na relação entre a legenda e o governo.

O decreto que foi derrubado nesta terça sofreu críticas desde que foi editado pelo Palácio do Planalto, em maio deste ano. A proposta, que institui a Política Nacional de Participação Social (PNPS), não cria novos conselhos, mas determina que os órgãos do governo levem em conta mecanismos para a consolidação "da participação popular como método de governo". O texto caiu após o plenário da Câmara aprovar um decreto legislativo contra a medida. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 18:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A secretária de Cidadania de Petrolina, Célia Regina Carvalho recebeu cópia da moção de aplausos (requerimento 253/2014), aprovada pela Câmara Municipal de Petrolina no último dia 16, por iniciativa do vereador Pérsio Antunes (PMDB) pelo dia do professor comemorado no dia 15 de outubro em todo país.

Célia Regina fez questão de agradecer a cada um dos vereadores que aprovaram a moção de aplausos, em especial ao vereador Pérsio Antunes. "Fiquei feliz e honrada com o documento. Cada vereador manifestou sua concordância com o sucesso dessa parceria estabelecida com Petrolina, motivo esse que faz com que sejamos (como professores) ainda mais zelosos pela nossa cidade e com aqueles que depositam em nós tamanha confiança", disse a secretária.

O vereador, autor do requerimento, disse ser justo reconhecer o trabalho que a professora Célia Regina desenvolve com a Secretaria de Cidadania, e que como professora sempre foi exemplo de profissional que tem amor ao que faz. "A professora Célia,sempre foi exemplo de dignidade a profissão que escolheu, e como secretária tem dado exemplo maior ,quando abraça a secretaria de cidadania e procura desenvolver um trabalho que dê dignidade ao menos assistido", frisou o vereador. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 17:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nesta quarta-feira (29) em sua página oficial no Facebook um vídeo no qual comenta o resultado da eleição presidencial e afirma que, ao longo dos últimos meses, houve uma campanha contra o PT "como em nenhum momento da história". Na gravação de pouco mais de oito minutos de duração, o petista ressalta ainda que tanto os eleitores da presidente Dilma Rousseff (PT) quanto os do presidenciável tucano Aécio Neves deram uma "lição" nos políticos, pois mostraram que sabem o que querem do Brasil.

"Se você olhar como petista, você percebe que houve uma campanha de agressão ao PT como em nenhum momento da história, ou seja, uma coisa muito dura contra o PT, a ponto do Aécio ficar dizendo o tempo inteiro que é preciso acabar com o PT, tirar o PT. Ou seja, então, você fica mais nervoso", disse o ex-presidente.

Nesta quarta-feira, o candidato derrotado do PSDB ao Palácio do Planalto também divulgou vídeo em sua página no Facebook no qual afirmou que o PT usou na campanha "infâmia e mentira" contra a candidatura do tucano.

Ao longo da gravação, o ex-presidente da República destacou a ascensão social de parte da população nos últimos 12 anos e defendeu o programa Bolsa Família, iniciativa criada durante sua gestão no governo federal.

Segundo ele, todos os segmentos da população "subiram degraus" na última década. "Está todo mundo vivendo um padrão decente e digno nesse país", enfatizou.

"Eu acho que há um equívoco das pessoas que se opõem às políticas sociais. As pessoas deveriam agradecer a Deus por essas políticas sociais porque elas elevaram a vida das pessoas, elevaram o consumo de alimento, diminuíram a mortalidade infantil e fizeram as pessoas virar cidadãs. Eu acho que mais generosidade e menos preconceito vão fazer muito bem para esse país", completou.

Lula disse no vídeo que a população deu "lição de democracia" e que o comportamento dos eleitores no dia da votação mostra a consolidação definitiva da democracia como um valor inestimável para o país. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 16:30:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A Secretaria de Cidadania de Petrolina e a Secretaria Executiva/BAMEM, através do Petrolina Cidadã, está oferecendo 62 vagas para 03 cursos técnicos profissionalizantes do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).

As inscrições para os cursos estarão abertas a partir do dia 29 de Outubro. As pré-inscrições podem ser feitas no Parque Josefa Coelho no espaço Petrolina Cidadã, das 8h às 13h.

As vagas são prioritárias para os titulares ou beneficiários do Programa Plano Brasil sem Miséria e do Programa Bolsa Família, na faixa etária a partir dos 15 anos.

Documentação - Para fazer a inscrição é necessário apresentar inscrição do Número de Informação Social (NIS) da família, cópia de identidade (RG), CPF , comprovante de residência e de escolaridade. O número do BAMEM para informações sobre os cursos é o 3862-9153.

1- Curso: Almoxarife de Obras Carga horária : 180 Vagas: 20 Início : 10/11/2014 Termino: 19/01/2014 Escolaridade : Ensino fundamental Importância incompleto Idade: 18 anos

2 - Curso: Armador de Ferragem Carga horária : 220 Vagas: 22 Início : 10/11/2014 Termino: 02/02/2014 Escolaridade : Ensino fundamental Importância incompleto Idade: 18 anos

3 - Curso: Operador de Tratamento de Água e Efluentes Carga horária : 180 Vagas: 20 Início : 10/11/2014 Termino: 19/01/2014 Escolaridade : Ensino fundamental Importância incompleto Idade: 18 anos (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 16:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O candidato derrotado do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou em vídeo divulgado nesta quarta-feira (29) em sua página oficial no Facebook que a campanha do PT usou "infâmia e mentira" contra a candidatura dele ao longo da disputa pelo Palácio do Planalto.

No vídeo, com duração de aproximadamente dois minutos, o senador tucano diz que, desde o último domingo (26), tem recebido mensagens de internautas que manifestaram "enorme tristeza" com o resultado das urnas. Aécio perdeu a corrida presidencial por uma diferença de 3,4 milhões de votos para a candidata do PT, Dilma Rousseff.

Conforme os dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o tucano obteve 51,04 milhões de votos (48,36%), enquanto Dilma obteve 54,5 milhões (51,64%).

"Nós temos que nos lembrar que disputamos uma eleição desigual, com o outro lado usando como nunca a máquina pública, a infâmia e a mentira contra nós. Mas aconteceu, e isso a gente não pode se esquecer, uma outra coisa extraordinária, que foi o Brasil acordando, as pessoas indo para as ruas querendo ser protagonistas da construção do seu próprio destino", declarou o senador.

Na gravação, Aécio relembrou ainda uma declaração do candidato do PSB à Presidência Eduardo Campos: "Não vamos desistir do Brasil". A frase se tornou um dos lemas da campanha socialista após a morte do ex-governador de Pernambuco em um acidente aéreo em Santos (SP). (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 15:30:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Quem freqüenta o Parque Josepha Coelho pode observar que as mudas de espécies nativas da Caatinga que foram implantadas no local já começam a ganhar "corpo". O desenvolvimento das plantas - acompanhado diariamente- tem sido satisfatório e a expectativa é de que no prazo máximo de dois anos, as árvores possam conferir mais beleza ao local, além de funcionarem como uma espécie de "pulmão" da área central de Petrolina. Toda esta iniciativa é coordenada pela Agência Municipal do Meio Ambiente (AMMA).

São espécies como: aroeira, pau ferro, caraibeira, umburana de cheiro, ipê roxo, todas nativas do bioma Caatinga. As plantas foram colocadas no local há quase um ano, após um minucioso estudo de solo, espaçamento, dentre outros aspectos. Para melhor atender ao plantio, foi colocado o sistema de irrigação por gotejamento.

"Um de nossos principais compromissos é implementarmos espaços de Petrolina, tornando-os áreas verdes da cidade, no sentido de agregar maior qualidade de vida aos nossos cidadãos; e o Parque Josepha Coelho faz parte desta estratégia. As mudas que foram colocadas como resultado de um processo de compensação ambiental, quando estiverem devidamente desenvolvidas, vão proporcionar um aspecto positivo, quer seja no impacto visual do equipamento público, quer seja no que diz respeito à melhor qualidade do ar, do clima", frisa o diretor presidente da AMMA, Gleidson Castro. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 15:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Foi aprovado por 15 votos, com duas abstenções, o aumento no salário dos procuradores do município de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O projeto enviado para a Casa Plínio Amorim, entrou na pauta de votação na sessão desta terça-feira (28).

O salário, que antes era de R$ 3.500, passou a ser R$ 6.500, o que corresponde a um aumento de mais de 85%. A aceitação por parte do legislativo foi devido à categoria estar sem reajuste por anos.

De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores, Osório Siqueira, somente os legisladores Zenildo Nunes e Pérsio Antunes não votaram. Eles se retiraram da sessão contrários à votação do projeto. "Os dois vereadores cobram que outras categorias, como a da saúde, também precisam de aumento e se ausentaram para não votar", disse o presidente.

O projeto nº 27 de 6 de outubro de 2014, enviado pelo Poder Executivo, justificou o reajuste devido à "defasagem salarial e necessidade de valorização da carreira de procurador municipal". O município tem, atualmente, 17 procuradores, incluindo funcionários de carreira.

O projeto precisa ser sancionado pelo prefeito Julio Lossio para que se torne lei. A previsão é de que a partir de 1º de novembro os procuradores comecem a receber o salário com o reajuste. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 14:30:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O deputado estadual Odacy Amorim, do PT-PE, tem visitado neste começo de semana, os veículos de comunicação de Petrolina, no Sertão do São Francisco, para falar sobre a reeleição da presidente Dilma Rousseff, do PT, no último domingo, dia 26.

Um dos nomes fortes do partido no estado e que se consolidou ainda mais após a sua reeleição para a Assembleia Legislativa de Pernambuco, Odacy frisou que o povo brasileiro renovou o mandato da presidente, confiou nas suas propostas de avançar nas mudanças e que agora é hora de trabalhar.

"Foi uma vitória bonita. Saí de Petrolina eleito, com a maior votação que um deputado estadual já teve no município. Isso me traz forte motivação para trabalhar e fazer a diferença na vida da população. A presidenta Dilma também venceu com folga em nossa região, o que abre espaço para buscarmos mais apoio e recursos para o desenvolvimento de Petrolina", disse o deputado.

Odacy tocou num aspecto que chamou a atenção neste segundo turno que foi o envolvimento da juventude na defesa de Dilma. "A juventude voltou a defender o projeto que tem como foco a redução das desigualdades e isso também ajudou na reeleição da presidenta Dilma. Vamos avançar nesse projeto, fazer as mudanças já cobradas pela sociedade e promover ainda mais a inclusão social de todos os brasileiros e brasileiras", ressaltou o petista durante entrevista nesta terça, dia 28, no programa Nossa Voz, Rádio Grande Rio FM.

Odacy disse ainda que acredita que o Nordeste e, sobretudo Pernambuco, continuará tendo os investimentos que fizeram o estado crescer e ampliar o seu desenvolvimento desde o governo Lula. Dilma conquistou no estado mais de 70% dos votos.

"A presidenta sabe que o Nordeste reconhece as ações do governo federal na região e na eleição isso ficou ainda mais evidente. Em Pernambuco isso não é diferente. Ela continuará a trabalhar de forma igual da mesma forma e em todo o estado", pontuou Odacy.

Odacy falou que uma de suas bandeiras que sabe que contará com o governo de Dilma é a duplicação da BR-428 entre Petrolina e Lagoa Grande. Esse é um dos seus principais projetos para o segundo mandato como deputado majoritário de Petrolina.

"Falam muito em ampliar a duplicação da BR-232 de Caruaru á Arcoverde que acho importante, mas também existe já a real necessidade de promover a duplicação desse trecho da BR-428 até Lagoa Grande, onde no final da tarde recebe um fluxo intenso de caminhões e veículos de maior porte, onde também muitas pessoas se deslocam vindo pra cá para Petrolina ou vice versa. Temos que nos antecipar a futuros transtornos e duplicar essa rodovia", atestou o parlamentar.

Odacy foi perguntado ainda sobre o comando da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Petrolina, João Bosco Lacerda de Alencar e defendeu a permanêcia do atual comando. "João Bosco foi uma escolha do senador Humberto Costa e que contou com todo o nosso apoio e respaldo. Já me sinto contemplado neste aspecto", explicou.

Sobre 2016, Odacy falou que caso seja convocado para mais uma vez disputar a Prefeitura de Petrolina, não irá fugir da missão. Em 2012 o deputado disputou o pleito pelo PT e ficou em terceiro lugar com quase 30 mil votos. Ele também respondeu sobre se essa candidatura contaria com o apoio do prefeito Julio Lóssio, indicando um vice na chapa.

"Todos sabem do sonho que tenho em concluir aquilo que comecei como prefeito em dois anos e não pude disputar a reeleição. Se for da vontade de Deus e de acordo com os entendimentos, estarei disputando, mas esse assunto ainda não foi tratado nem dentro do partido nem com os aliados que defenderam as bandeiras de Dilma em nossa cidade. O momento agora é de trabalhar pelo fortalecimento do PT no estado e de buscar cada vez mais as melhorias para o nosso Brasil com a reeleição de Dilma", concluiu Odacy Amorim que ainda esteve nas rádios Ponte FM, Petrolina FM, Grande Rio AM e Rádio Jornal Petrolina. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 13:50:28  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O candidato derrotado a vice-presidente da República na chapa de Aécio Neves (PSDB), senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), disse nesta terça-feira (28) que não aceita a proposta de diálogo com a presidente reeleita Dilma Rousseff. Da tribuna do Senado, o tucano fez duras críticas à campanha do PT e classificou o plebiscito sugerido por Dilma como "lenga-lenga".

Em seu primeiro pronunciamento após ser confirmada como presidente reeleita do Brasil, neste domingo (26), Dilma disse estar "disposta ao diálogo". Nesta segunda, em entrevista ao Jonal Nacional, a presidente voltou a defender um plebiscito para aprovação de uma reforma política, o que classificou como prioridade para o próximo mandato.

Aloysio Nunes, que é líder do PSDB no Senado, afirmou que, durante a campanha eleitoral, o PT transformou as redes sociais em um "esgoto fedorento para destruir adversários" e contava com o consentimento da presidente para isso.

"Todo mundo percebia as insinuações que ela fazia nos debates e os coros nos debates sociais, dizendo que o Aécio batia em mulheres, era drogado. Quem faz isso não tem autoridade moral para pedir diálogo. Comigo, não. Estende uma mão e, com a outra, tem um punhal para ser cravado nas costas", declarou o senador no primeiro dia de retorno das atividades legislativas após as eleições.

O senador afirmou ter sido pessoalmente agredido por "canalhas escondidos nas redes sociais" a serviço da candidatura do PT. "Eu devo essa satisfação às minhas famílias, amigo e à nação. Não faço acordo. Não quero ser sócio de um governo falido, e nem cúmplice de um governo corrupto", disse.

Em entrevista a jornalistas, após o discurso em plenário, Aloysio foi questionado sobre o pedido de "união" feito por Dilma. Ele respondeu que a oposição "não tem que se unir com o governo" e acrescentou que "o diálogo com o governo é muito difícil porque não há sinceridade". (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 12:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 0.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 0.0/5 (0 votos)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Integrante da base aliada do governo até o último ano antes das disputa presidencial, o PSB se manterá na oposição no novo mandato da presidente Dilma Rousseff, reeleita no último domingo 26. Em entrevista, o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse que o partido deve permanecer na oposição. Com a sexta maior bancada da Câmara, com 34 deputados eleitos nesta eleição, o dirigente também descartou possibilidade de fusão com outras legendas.

"Nossa postura é de oposição porque temos que assumir as nossas responsabilidades. Nossas decisões foram adotadas no sentido de oposição e o candidato que apoiamos perdeu no segundo turno. É natural, os eleitores nos colocaram na oposição e assim vamos nos manter. Uma oposição de esquerda do diálogo", ressaltou Siqueira.

Segundo ele, as conversas com o PPS, que se coligou na chapa presidencial, não avançaram no sentido de uma fusão ou incorporação dos partidos. "De fato o PSB foi convidado para conversar especialmente com PPS e outros partidos, mas isso não prosperou, isso está fora das possibilidades de trabalho", afirmou. "A longo prazo nunca podemos dizer porque a dinâmica da política pode levar a isso num futuro. Mas no momento esse assunto está arquivado", acrescentou.

O dirigente não descartou porém a possibilidade de formação de um bloco na Câmara do qual participariam além do PPS, PV e Solidariedade. Juntos, os quatro partidos contariam com 67 deputados e formariam a segunda maior bancada atrás apenas do PT que elegeu 70 parlamentares. Segundo Siqueira, da formação desse grupo, poderia, inclusive, sair um nome para disputar a presidência da Câmara na próxima legislatura, que se inicia em fevereiro de 2015.

"Nós ainda não temos uma definição, mas isso também pode acontecer. Assim como lançamos candidato contra o Renan Calheiros no Senado e o Henrique Eduardo Alves na Câmara. Esse bloco, se for criado, poderá tomar iniciativas similares", afirmou. "Mas estou num processo de reuniões para ouvir a nova bancada eleita de deputados e senadores para que possamos aprofundar essa discussão. O que estou falando é o pensamento de um grupo da executiva", acrescentou.

Embora busque a formação de uma bancada mais numerosa no Congresso, Carlos Siqueira considerou que partidos de oposição como o PSDB e DEM não deverão fazer parte do grupo. "O nosso partido sempre teve característica muito clara e nítida de centro esquerda e, ao fazer uma coligação eventual com o PSDB (no segundo turno da disputa presidencial), não alienou o seu ideal e o seu programa. Por conseguinte, o nosso tipo de oposição, seguramente, será bem diferente de partidos como o PSDB e o DEM. De maneira que nós, como partido de esquerda, vamos primar pelas questões sociais e projetos de natureza mais à esquerda". (Estadão Conteúdo)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 11:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 4.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A Prefeitura Municipal de Petrolina está atendendo em uma programação especial os cemitérios da cidade para o dia de finados que será lembrado por milhares de pessoas nesse dia 02 de novembro. Ainda em parceria com as associações de moradores a exemplo da comunidade do João de Deus, o trabalho vem acontecendo de modo a garantir tranquilidade aos visitantes dos cemitérios.

No bairro João de Deus, onde são esperadas cerca de 5 mil pessoas, uma missa será celebrada as 7h no cemitério Campo da Esperança através da Paróquia São João Batista para a comunidade. Também serão disponibilizados toldos para a celebração da missa.

Na comunidade, assim como nos demais dois cemitérios, Campo da Paz e Campo das Flores respectivamente nos bairros Loteamento Recife e Centro, a Prefeitura está realizando mutirões de limpeza desde a última semana. Além disso, nos cemitérios do Centro e Henrique Leite serão celebradas missas as 6h e 7h, respectivamente.

A expectativa é que nos três cemitérios circulem cerca de 80 mil pessoas, sendo o maior movimento no cemitério Campo das Flores no Centro com a média de 40 mil visitantes. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 10:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe) realizou, nesta terça-feira (28), uma homenagem a Eduardo Campos. Na Casa Legislativa, o ex-governador ocupou o seu primeiro cargo político, como deputado estadual eleito em 1991. A viúva Renata Campos; a mãe e ministra do Tribunal de Contas da União, Ana Arraes; o irmão Antônio Campos; e os filhos, João Campos, Pedro Campos e Maria Eduarda, comparecem ao evento.

Na cerimônia, Renata Campos recebeu uma placa alusiva à homenagem. Ela mencionou que o ex-governador fez vários amigos na Casa Legislativa. A viúva também assinalou que continua firme no objetivo de manter o legado de Campos. "Eduardo fez o que era mais urgente para tornar possível o que parecia irrealizável", frisou.

O presidente da Alepe, deputado Guilherme Uchoa (PDT), destacou que a confirmação do acidente lhe atingiu fortemente, assim como a todos os pernambucanos. O parlamentar afirmou que perdeu um amigo e um companheiro de longas jornadas políticas, com quem tinha grande sinergia. Segundo o parlamentar, o ex-governador estava disposto a enfrentar todos os desafios e dificuldades de uma campanha presidencial e, se eleito, implantaria no País alguns dos projetos bem sucedidos em Pernambuco.

"Eduardo Campos era um obstinado, pronto para a missão de dar novos rumos ao Brasil", frisou o parlamentar.

O líder do Governo na Casa, Waldemar Borges (PSB), salientou que a solenidade foi uma oportunidade de refletir sobre o que Eduardo representou para o Estado. "Eduardo Campos fazia da política um ideal e um desejo de servir e, após a sua morte, fica o dever de preservar e ampliar seu legado", ressaltou. (Blog da Folha)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 09:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Quatro estudantes do curso de Ciências Contábeis da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais de Petrolina (Facape) ainda estão sem acreditar na última conquista: Elas ficaram no segundo e terceiro lugar no Prêmio Chico Ribeiro, iniciativa que faz parte do Congresso de Informação de Custos e Qualidade do Gasto no Setor Público.

Gabriele Ramos, Andreza Lopes e Roberta Lorrene ficaram em segundo lugar com o artigo "Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público: um estudo da aplicabilidade da NBC T 16.9 nas capitais brasileiras". Sob a orientação do professor Agnaldo Batista, as estudantes fizeram uma análise das Normas Brasileiras de Contabilidade Aplicadas ao Setor Público na divulgação de informações de bens das capitais brasileiras.

"Constatamos em nossa pesquisa que das 27 capitais analisadas, 14 não estavam divulgando as informações corretamente. Somente 13 delas aplicaram as Normas Brasileiras de Contabilidade", explicou Andreza.

Já o 3º lugar foi do artigo "A análise da aplicabilidade do equilíbrio da receita e da despesa nos programas federais: um estudo no PSF Alto do Cruzeiro - Juazeiro Bahia", de autoria da estudante Maria do Socorro e com orientação do docente Josaias Santana. "O objetivo do artigo foi analisar se a verba do Governo Federal, destinada ao Programa Saúde da Família (PSF) supre as necessidades da unidade", disse Maria.

O prêmio Chico Ribeiro dará R$ 2 mil ao segundo colocado e R$ 1 mil ao terceiro. A iniciativa tem como objetivo estimular e fortalecer a produção científica de estudantes e profissionais de Ciências Contábeis. As alunas irão receber a premiação durante a quarta edição do congresso, que acontecerá de 5 a 7 de novembro, em Brasília. (Ascom)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 08:20:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A ex-senadora Marina Silva, candidata derrotada à Presidência da República, divulgou, na noite desta terça-feira (28), um vídeo com um pronunciamento sobre a vitória de Dilma Rousseff, reeleita presidente da República, em segundo turno, no último domingo (28).

Ela afirmou que Dilma terá de adotar "medidas que atacou em sua campanha" e precisa "dar sinais de mudança na condução da economia para superar uma crise que ameaça se agravar com a estagnação e a volta da inflação".

Durante a mensagem, Marina parabenizou Dilma pela reeleição. "Quero cumprimentar a presidente Dilma Rousseff pela sua reeleição e desejar que seu governo atenda as melhores expectativas da sociedade brasileira, que exige mudanças, como ela mesma reconheceu em seu discurso de vitória".

Terceira colocada no primeiro turno, Marina Silva também falou de Aécio Neves, a quem apoiou publicamente no segundo turno. "Desejo que seu trabalho seja orientado pelos sonhos contidos na expressiva votação que recebeu." (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 07:40:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 3.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 3.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



A Prefeitura Municipal de Petrolina esta oferecendo descontos nos tributos vencidos. O prazo estabelecido para o desconto será de 15 de outubro até 30 de Dezembro, Os contribuintes que não puderam pagar seus impostos, tributos e taxas municipais vencidos, e que, portanto, estão em débito com a Prefeitura, terão uma nova oportunidade de quitar suas dívidas e ficar em dia com sua cidade. A administração anunciou o lançamento de uma campanha de incentivo ao pagamento de tributos e impostos municipais atrasados.

 

A proposta, na forma de um projeto de lei, foi aprovada na Câmara de Vereadores. O nome oficial da iniciativa é "Descontos no ISS e IPTU da Prefeitura de Petrolina". As pessoas interessadas em quitar seus impostos vencidos, tais como ISS e IPTU, com o desconto de 70% em multas e juros no IPTU e de 100% no ISS deverão procurar o setor de tributos na prefeitura municipal de Petrolina ou acessar o site www.petrolina.pe.gov.br.

"A campanha também ajuda a "reforçar" o caixa da Prefeitura num momento em que todos os municípios já estão sentindo uma queda na arrecadação e nos repasses constitucionais, devido à desaceleração da economia brasileira como um todo", acrescentou o secretário municipal executivo da receita, Allan Maux.

A iniciativa da administração municipal visa proporcionar, para aqueles que enfrentaram dificuldades financeiras, opções com descontos de juros e multas para quitação de seus débitos do passado e, assim, retirar seus nomes e CPFs do cadastro da Dívida Ativa, ficando em dia com os cofres municipais e evitar ou suspender a ação judicial de execução fiscal. (Ascom)

 




Publicado por: Daniel Campos - 29/10/2014 - 07:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Apelidada pela própria presidente durante a campanha eleitoral como "a mãe de todas as reformas", a reforma política que, reeleita, Dilma Rousseff quer aprovar no Congresso tem como ponto-chave o fim do financiamento empresarial de campanha, relataram ao G1 o ministro Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral) e o ministro licenciado Miguel Rossetto (Desenvolvimento Agrário).

Desde que lançou os chamados "pactos" nacionais, após as manifestações de rua de junho, a presidente Dilma Rousseff defende a convocação de um plebiscito para orientar a elaboração pelo Congresso Nacional da lei da reforma política. No domingo, ao proferir o discurso da vitória, depois de reeleita, a presidente afirmou que pretende discutir "profundamente" a reforma política com o Congresso e a população.

A convocação de um plebiscito (ou de um referendo) é prerrogativa do Congresso. A diferença entre as duas modalidades é a seguinte:

Plebiscito - Os eleitores são consultados sobre cada um dos pontos do tema que é objeto do plebiscito (no caso, a reforma política). Eles responderão sim ou não a uma série de perguntas e, com base no resultado da consulta, os parlamentares elaboram a lei.

Referendo - O Congresso discute, vota e aprova uma lei, e os eleitores são convocados depois para dizer se são a favor ou contra o conjunto da legislação que o Congresso elaborou.

Embora Dilma se diga favorável ao plebiscito, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL) se manifestou nesta segunda-feira (27) a favor do referendo.

Responsável pela interlocução do governo com os movimentos sociais, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou que, além do plebiscito, os principais pontos defendidos pela presidente para a reforma política são: fim do financiamento empresarial; voto em lista em dois turnos (primeiro, o eleitor vota numa lista de candidatos apresentada pelos partidos e depois, em um candidato especificamente); paridade entre homens e mulheres nas listas partidárias; e fim das coligações proporcionais (aquelas em que vários partidos se aliam para eleger candidatos ao Legislativo) - saiba mais na tabela ao lado.

"Eu acho que para aprovar os pontos que o governo defende, a presidente poderá conseguir isso de várias maneiras, como aproximação com o Congresso Nacional e por meio de uma forte mobilização social. Sem mobilização, e em função dos vários interesses que existem, nós não conseguiremos aprovar os pontos defendidos na reforma política", disse Carvalho. (G1)




Publicado por: Daniel Campos - 28/10/2014 - 22:44:01  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



Os primeiros testes de uma vacina experimental contra o vírus ebola devem ter início esta semana na Suíça, divulgou hoje (28) a Organização Mundial da Saúde (OMS). Segundo a entidade, autoridades suíças autorizaram o início dos testes da vacina, desenvolvida pela empresa britânica GlaxoSmithKline (GSK).

Os testes, que ocorrerão num hospital em Lausanne, perto de Genebra, vão envolver 120 pessoas. "Esta é a última etapa para fornecer o mais rápido possível vacinas seguras e eficazes contra o ebola", referiu a agência das Nações Unidas, num comunicado.

A vacina experimental da GSK é uma das duas vacinas que a OMS considera particularmente promissora. Os ensaios clínicos já começaram no Mali, no Reino Unido e nos Estados Unidos e em breve, na Suíça e Alemanha. Em dezembro, podem abranger os três países da África Ocidental mais afetados pelo surto da doença - Libéria, Guiné-Conacri e Serra Leoa.

Atualmente, não existe tratamento ou vacina homologada para combater o vírus ebola. O atual surto já matou quase 5 mil pessoas entre os 10.141 casos identificados em oito países (Libéria, Serra Leoa, Guiné-Conacri, Nigéria, Senegal, Mali, Espanha e Estados Unidos). (Agência Lusa)




Publicado por: Daniel Campos - 28/10/2014 - 18:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 5.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 5.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, deu nesta segunda (27) os parabéns à presidenta Dilma Rousseff pela reeleição ao cargo e disse que, nos próximos dias, dará passos para aumentar a colaboração bilateral.

Em comunicado, o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, indicou que o Brasil é "um parceiro importante" para os Estados Unidos e adiantou que Obama vai telefonar para Dilma "nos próximos dias para felicitá-la pessoalmente" e conversar sobre o aumento da colaboração entre os dois países.

As relações entre os Estados Unidos e o Brasil foram afetadas com revelações do consultor de informática Edward Snowden, que prestava serviços para a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos (NSA), sobre escutas às comunicações pessoais de Dilma Rousseff, ministros e empresas brasileiras.

Dilma Rousseff venceu no domingo (26) o segundo turno da eleição presidencial, com 51,8% dos votos válidos, na mais acirrada disputa no Brasil desde 1989, quando foi realizada a primeira eleição para presidente após o fim do regime militar. (Lusa)




Publicado por: Daniel Campos - 28/10/2014 - 17:00:00  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.0/5 (1 voto)

 

Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar    



«Primeira «Recentes [1] 2 3 4 5 ... Antigas» Última»