Com estrutura ampliada, Aeroporto de Petrolina recebe novo voo cargueiro

O Aeroporto de Petrolina/Senador Nilo Coelho, um dos principais polos de logística de carga aérea do Nordeste, passou a receber um novo voo cargueiro, operado por uma aeronave MD-11 da empresa aérea alemã Lufthansa em uma frequência semanal, ampliando as operações de escoamento de volumes no terminal. A nova frequência, iniciada na última sexta-feira (25), surge em um momento de expansão para o aeroporto, que conclui no final de outubro os serviços de reforma e ampliação do terminal de passageiros.

Com investimento de R$ 5 milhões, os trabalhos contemplaram melhorias como a construção de um novo portão de embarque, nova climatização e espaço para dois novos pontos comerciais. A sala de embarque foi ampliada de 307,78 m² para 788,36 m², enquanto o desembarque passou de 235,62 m² para 777,44m². As áreas ampliadas também incluem novos toaletes e um fraldário. Além disso, a área de pátio de manobras recebeu uma nova área de 2.117 m² para guardar os equipamentos de rampa, utilizados no auxílio às operações aeroportuárias, ampliando a infraestrutura para o bom funcionamento das operações de pouso e decolagem.

O Aeroporto de Petrolina conta com uma das mais extensas pistas de pousos e decolagens da Região Nordeste, com 3.250 metros de extensão e 45 metros de largura. A estrutura disponível permite a operação regular de aeronaves cargueiras de grande porte, atendendo à demanda da região do Vale do São Francisco, uma das mais importantes produtoras de frutas do país.

Anteriormente, Petrolina já contava com duas frequências semanais do avião cargueiro B747-400, operado pela empresa Cargo Lux, para o escoamento de produtos. Nos períodos de alta de safra, normalmente entre setembro a dezembro, a frequência chega a embarcar até 90 toneladas de frutas, como mangas e uvas, destinadas ao comércio europeu. Com o voo da Lufthansa, o terminal passa a operar três voos semanais para movimentos cargueiros, ampliando o escopo e o volume dos trabalhos logísticos e contribuindo para o fortalecimento da economia regional.

O terminal de logística de carga (Teca) do aeroporto tem registrado também crescimento contínuo em suas operações. Em 2010, foram movimentadas 2.659,1 toneladas de carga; em 2011, 3.514 toneladas; e, em 2012, 3.729 toneladas. Entre janeiro e setembro de 2013, o terminal movimentou 1.604 toneladas de carga. "Neste contexto, o Aeroporto de vem se consolidando como um dos principais do Nordeste, com um importante papel para o fortalecimento da economia local. Essa nova operação demonstra a capacidade do terminal para atender à demanda de exportação de frutas da região destinada ao modal", afirmou George Torres dos Santos, gerente Comercial e de Logística de Carga de Petrolina. (Ascom/Infraero)


Publicado por: Daniel Campos - 30/10/2013 - 11:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.72/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.7/5 (32 votos)

 

 

COMENTÁRIOS