Papa Francisco e patriarca russo fazem reunião histórica em Cuba

O Papa Francisco e o patriarca da Igreja Russa Ortodoxa Kirill fizeram uma reunião histórica nesta sexta-feira (12) no Aeroporto Internacional José Martí, em Havana, Cuba. Ao final do encontro, assinaram uma declaração conjunta, na presença de Raúl Castro.

O porta-voz do Vaticano, Federico Lombardi, afirmou que o encontro foi "um momento histórico e uma grande alegria para o papa". Ele acrescentou que a reunião foi "muito cordial" e que eles chegaram a "uma meta", que é "o ponto de partida de um caminho de unidade e compreensão, que não é fácil, mas muito valioso".

Em pronunciamento após a reunião, Kirill afirmou que o encontro com o papa permitiu "entender e sentir" a posição do outro e que os dois estão de acordo quanto à possibilidade de católicos e ortodóxos cooperarem na defesa do cristianismo. As duas autoridades pediram uma ação imediata da comunidade internacional para proteger os cristãos do Oriente Médio.

"Em muitos países do Oriente Médio e do norte da África, famílias inteiras, vilarejos e cidades de nossos irmãos e irmãs em Cristo estão sendo completamente exterminados", afirmaram na declaração conjunta. "Nós esperamos que nosso encontro contribua para o restabelecimento desta unidade desejada por Deus."

O papa chegou a Havana às 17h (horário de Brasília) e foi recebido na pista do aeroporto pelo presidente de Cuba. Também o receberam o cardeal Jaime Ortega, principal autoridade na hierarquia católica da ilha, e o arcebispo de Santiago de Cuba e presidente da Conferência de Bispos, Dionisio García. (G1)


Publicado por: Daniel Campos - 13/02/2016 - 07:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.90/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.9/5 (21 votos)

 

 

COMENTÁRIOS