'Prévia' do PIB tem retração de 0,91% em agosto, maior tombo em 15 meses

O nível de atividade da economia brasileira não só continuou no terreno negativo, registrando retração em agosto deste ano, como também intensificou o ritmo de queda, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira (20) pelo Banco Central.

O chamado Índice de Atividade Econômica do BC, o IBC-Br - um indicador criado para tentar antecipar o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) - teve queda de 0,91% em agosto, na comparação com julho. O resultado foi calculado após ajuste sazonal (uma espécie de "compensação" para poder comparar períodos diferentes).

De acordo com os números do BC, a retração da "prévia" do PIB, em agosto deste ano, foi a maior em 15 meses, ou seja, desde maio de 2015 - quando o indicador teve contração de 1,02%, segundo números revisados. Neste ano, o nível de atividade registrou queda em quase todos os meses, com exceção de abril (+0,18%) e junho (+0,27%).

O Produto Interno Bruto é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Em 2015, de acordo com o IBGE, o PIB recuou 3,8%. Para 2016, a estimativa de analistas dos bancos é de um recuo de 3,19%. No segundo trimestre deste ano, o PIB teve um "encolhimento" de 0,6%. (G1)


Publicado por: Daniel Campos - 20/10/2016 - 14:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.89/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.9/5 (27 votos)

 

 

COMENTÁRIOS