COP 22 chega ao último dia sem avanços expressivos nas negociações climáticas

As negociações de quase 190 países se encerram nesta sexta-feira (18) em Marrakesh na conferência climática da ONU, sem avanços expressivos, mas tendo reafirmado a sua determinação em aplicar o Acordo de Paris, apesar da incerteza criada pela eleição do cético do clima Donald Trump.

"Os progressos não foram espetaculares (...) mas pelo menos não houve bloqueio", disse o representante de Granada, em nome dos pequenos Estados insulares.

"As discussões foram construtivas, mas também um pouco caóticas, e há muito a fazer", admitiu um negociador europeu. "O Acordo de Paris decidiu o que fazer, as discussões na COP22 têm-se centrado sobre como fazê-lo", disse ele.

Como garantir que os US$ 100 bilhões anuais prometidos aos países em desenvolvimento serão aplicados em 2020? Como preparar a cúpula de 2018, quando a primeira avaliação das ações dos países deve ser feita?

Quais informações os Estados terão de fornecer sobre a sua política de ação climática para tornar o processo o mais transparente possível?

No Acordo de Paris, assinado em 2015, a comunidade internacional estabeleceu uma meta de conter o aumento global dos termômetros "bem abaixo dos 2°C" e revisar para cima os compromissos dos países, atualmente insuficientes para atender este limite.

Os países desenvolvidos também se comprometeram a ajudar os países em desenvolvimento a limitarem as emissões de gases do efeito estufa e a se protegerem dos impactos do aquecimento (secas, inundações, elevação do nível do mar, entre outros).

O apoio, além de financeiro, abrangerá também a transferência de tecnologia e conhecimento.

Em Marrakesh, além das questões processuais essenciais com mais de 190 países ao redor da mesa, o financiamento tem sido uma questão sensível. (France Presse)


Publicado por: Daniel Campos - 18/10/2016 - 19:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.31/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.3/5 (26 votos)

 

 

COMENTÁRIOS