Pássaro tem pena superpreta com estrutura especial que absorve até 99,95% da luz

Um estudo publicado nesta terça-feira (9) na "Nature Communications" mostra que a plumagem superpreta encontrada em algumas espécies de pássaros é produzida por um arranjo de microestruturas nas penas que permite que absorvam até 99,95% da luz que incide sobre elas.

Em várias espécies da família das aves-do-paraíso, encontradas na Oceania, os machos têm manchas de plumagem profundamente pretas e aveludadas imediatamente adjacentes a manchas coloridas. Essas manchas pretas têm uma aparência muito mais escura do que a plumagem preta normal de espécies similares.

Usando uma série de técnicas de análise, entre elas espectrofotometria e microscopia eletrônica de varredura, a autora principal do estudo, Dakota McCoy, da Universidade Harvard, e co-autores, investigaram como ocorre a absorção da luz em penas pretas de sete espécies de aves do paraíso. Cinco espécies tinham a plumagem com o preto mais profundo e duas espécies apresentavam somente o preto normal. (G1)


Publicado por: Daniel Campos - 10/01/2018 - 09:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 4.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 4.0/5 (2 votos)

 

 

COMENTÁRIOS