Ações do Janeiro Branco são encerradas com oficinas temáticas e de inclusão em Juazeiro

Aconteceu nesta quarta-feira, 31, o último encontro alusivo ao Janeiro Branco em prol da saúde mental dos usuários do Centro de Apoio Psicossocial (CAPS II). Durante o encontro foram realizadas oficinas de argila, de motivação e de identidade. As ações foram realizadas este mês aconteceram com o objetivo de reinserir esses usuários na sociedade.

E foi com muita animação e brincadeiras que os usuários do Centro puderam realizar todas as dinâmicas. Durante todo o mês as equipes da Superintendência de Gestão de Pessoas da SESAU em parceria com os residentes em saúde mental e saúde da família da UNIVASF e da Universidade Federal de Sergipe (UFS) estiveram realizando ações nos três CAPS na cidade.

Para a psicóloga residente em saúde mental da UNIVASF, Maria Iracema de Sousa as propostas do Janeiro Branco foram ações importantes. "Espero que esses momentos continuem acontecendo e que possamos alcançar profissionais de outros setores como educação, assistência e população geral e que não fique na perspectiva só dos profissionais de saúde", explicou.

Nesta última ação as oficinas foram ministradas pelas equipes do Núcleo de Humanização de Educação Permanente e residentes de saúde mental e da saúde família.

A Superintendente de Gestão de Pessoas, Carla Lorena Pesqueira, relata a importância das atividades e da atenção direcionada para os usuários do CAPS II. "Muitas pessoas tem aversão ao CAPS II por estarem com depressão, muitos tentam suicídio e não buscam o atendimento especializado, hoje mostramos a importância do tratamento e mais ainda, mostrando a importância que cada um tem em nossa vida e na sociedade", expressou Lorena. (Ascom)


Publicado por: Daniel Campos - 01/02/2018 - 08:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.00/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.0/5 (6 votos)

 

 

COMENTÁRIOS