Agricultura Familiar e Economia Solidária enriquecem a Fenagri/Expovale 2013

ilustrativaA agricultura familiar e economia solidária, parte integrante da Fenagri/Expovale 2013 se evidencia a cada ano como um grandioso setor do Vale do São Francisco. As feiras que possibilitam a difusão de informações e a propagação das potencialidades da região irão apresentar novidades esse ano; onde cidades de todo país estarão presentes, apresentado amostras de produtos oriundos de suas respectivas localidades.

Num espaço que compreende 35 estandes, agricultores, produtores e artesãos irão apresentar desde produtos provenientes de frutas especificas da região até o artesanato local. O Galpão é uma vitrine para os trabalhos desenvolvidos por cooperativas e associações. "O ambiente propõe valorizar a agricultura familiar e integrá-la ao mundo de oportunidades que a Fenagri/Expovale traz a região. O setor possibilita para tais profissionais possíveis soluções para desafios nacionais como o desemprego, a geração e distribuição de renda e o manejo sustentável dos recursos naturais", observou o secretário de Agricultura de Juazeiro e coordenador do evento, Josival Barbosa.

O setor é responsável por 28% da produção agropecuária nacional e por mais de 70% dos produtos da cesta básica do brasileiro. "As trocas de experiências, análises e propostas da agricultura familiar, dentro da Fenagri/Expovale podem ser sintetizada na abordagem agroecológica que busca a melhoria da qualidade de vida, respeitando a diversidade dos sistemas de produção e dos contextos social, cultural e ambiental", destacou Voldi Silva Alves.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Juazeiro, Agnaldo Meira falou sobre a grandiosidade do setor e de programas que facilitam e melhoram a vida dos produtores, a exemplo do PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar). "Uma grande conquista que fomentou e fortaleceu a agricultura familiar em todo o país disponibilizando no último plano safra 18 bilhões para o setor. O programa cobra um dos menores juros do país em relação a todas as linhas de crédito existentes e para ter acesso o agricultor precisa possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf - DAP, estar com o CPF regularizado e livre de dívidas", disse.

Outro destaque mencionado por Agnaldo Meira foi a Resolução nº. 25 de 2012, que altera o limite de venda ao PNAE de 9 mil para R$ 20 mil por DAP/ano. Referente à resolução de 2009, que determina a utilização de, no mínimo, 30% dos recursos repassados pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para alimentação escolar, na compra de produtos da agricultura familiar. "A resolução também abre a possibilidade de divulgação das chamadas públicas na Rede Brasil Rural - ferramenta criada pelo MDA para faciliar o processo de compra e venda de produtos da agricultura familiar. Acredito que todo o Brasil e em particular o Vale do São Francisco só tem a ganhar", explicou.

O município de Juazeiro foi pioneiro na inserção da Agricultura Familiar à Fenagri; e nesta edição o espaço será fortalecido com uma novidade, a junção da agricultura familiar e a economia solidária; com ênfase aos produtos artesanais e agregação de valores. "O evento irá reunir agentes públicos com poder de decisão, aproximando setores do governo que podem se integrar, inclusive com a extensão rural, valorizando e motivando os próprios extensionistas, que vêem em cada agricultor o resultado também de seus esforços", finalizou.

A 24ª Feira Nacional da Agricultura Irrigada (Fenagri) e a 7ª Exposição de Caprinos e Ovinos do Vale do São Francisco (Expovale), acontece de 14 a 19 de maio na Univasf em Juazeiro, trazendo como tema ‘Integração de negócios ampliando possibilidades'.


Publicado por: Daniel Campos - 11/04/2013 - 16:30:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar

Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.64/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.6/5 (42 votos)

 

 

COMENTÁRIOS