Daniel no Rádio



Condenado à prisão perpétua tem acusação retirada e é libertado após 38 anos nos EUA

Um homem preso no estado da Louisiana há quase quatro décadas e condenado à prisão perpétua foi libertado na terça-feira (30), depois que sua condenação por um estupro em 1979 foi cancelada e procuradores concordaram em retirar a acusação.

Malcolm Alexander, de 58 anos, sentou-se silenciosamente e sorriu largamente enquanto amigos e parentes aplaudiram e choraram quando a juíza June Darensburg ordenou sua libertação. Aproximadamente duas horas depois, ele deixou a cadeia de Jefferson Parish, no subúrbio de Gretna, em Nova Orleans.

Advogados de defesa argumentaram que o advogado do primeiro julgamento de Alexander falhou ao não destacar que a vítima tinha tido dúvidas quando o reconheceu como o homem que a atacou em 1979. Darensburg cancelou a condenação baseada no argumento de defesa ineficaz.

Evidências de DNA - que se julgavam perdida, mas foi descobertas em 2013, quando Alexander continuava insistindo em sua inocência - também desempenharam um papel na reversão, segundo advogados do projeto nova-iorquino Innocence Project que lidaram com o caso.

As evidências consistiam em pelos pubianos recolhidos na cena do crime, um banheiro na loja da vítima. Testes de DNA mostraram que os pelos combinavam, mas não pertenciam à vítima ou a Alexander, reforçando o argumento de que ele não era o agressor, disseram os defensores.

"Agradeço a todos vocês do fundo do meu coração", disse a mãe dele, Maudra Alexander, de 82 anos, soluçando em sua cadeira de rodas, a um grupo de advogados do Innocence Project e outros quando a corte entrou em recesso. (Associated Press)


Publicado por: - 31/01/2018 - 20:12:37

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   

  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 1.80/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 1.8/5 (5 votos)

 

 

COMENTÁRIOS