Daniel no Rádio




Equipe americana inicia pesquisa sobre zika e microcefalia na Paraíba

Um estudo sobre a relação entre o vírus da zika e os casos de microcefalia começa a ser realizado nesta terça-feira (16) na Paraíba, em uma parceria do Ministério da Saúde com 17 técnicos do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos. A colaboração já tinha sido anunciada pela pasta e deve durar cerca de 50 dias.

Segundo o ministério, os técnicos vão coletar informações com mulheres que tiveram filhos recentemente na região, com e sem microcefalia. A Paraíba é o segundo estado com o maior número de casos suspeitos da malformação - foram 54 confirmados, 275 descartados e 427 sob investigação até esta terça.

O objetivo do estudo, segundo a pasta, é estimar uma proporção de recém-nascidos com microcefalia relacionada ao vírus da zika, além do risco de infecção pelo micro-organismo. Além dos 17 membros do CDC, nove técnicos do ministério e membros do governo local devem colaborar com a investigação.

Os pesquisadores norte-americanos também devem se reunir com autoridades locais e coletar amostras de sangue para exames complementares. Além do vírus da zika, a equipe deve testar a presença de causadores da microcefalia, como o citomegalovírus e a toxoplasmose. (Bem Estar)


Publicado por: Daniel Campos - 16/02/2016 - 20:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   

  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.15/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.1/5 (27 votos)

 

 

COMENTÁRIOS