Daniel no Rádio




Plebiscito na Venezuela atrai milhões contra Constituinte

Milhões de venezuelanos rejeitaram neste domingo (16) em um plebiscito simbólico a Assembleia Constituinte convocada pelo presidente Nicolás Maduro, dando à oposição a medida do apoio às manifestações que há cem dias ocupam as ruas do país.

A votação não é oficial, e o número total de participantes não havia sido informado até as 20h. Pesquisa de boca de urna do instituto ORC estimavam uma participação de 4 milhões dos 20 milhões de venezuelanos aptos a votarem.

Desde a convocação sabia-se que a consulta não teria valor legal, o que pode ter inibido parte da população. A votação, portanto, pode ser lida como um protesto contra o governo que reuniu 4 milhões - o número equivale a 1/3 dos que votaram na eleição legislativa de 2015, quando venceu a oposição.

Na conta do vice-presidente da Assembleia Nacional, Freddy Guevara, 5 milhões foram às urnas no domingo.

Em resposta, Maduro e seus aliados insistiram durante o dia no argumento de que a consulta não era válida e nos chamados para a simulação da eleição da Constituinte. Embora tenha juntado milhares de aliados, a mobilização dos governistas foi menor que a de seus rivais.

Antes do início oficial do plebiscito, às 7h (8h em Brasília), as filas dobravam os quarteirões em alguns dos centros de votação. A maior afluência de votantes, porém, foi registrada no fim da manhã, quando a espera nas filas de seções de Caracas passava de duas horas. (Folhapress)


Publicado por: Daniel Campos - 17/07/2017 - 07:00:00

 


Comentários(0)  Imprimir  Compartilhar   

  
Gostou dessa matéria?
  • Currently 2.11/5
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 2.1/5 (9 votos)

 

 

COMENTÁRIOS